As redes sociais refletem a revolta com a tragédia em Brumadinho

0
96
O principal tema discutido em volta da tragédia em Brumadinho é a perplexidade com a reincidência do ocorrido. (Foto: Bombeiros de MG/Divulgação)

Usuários das redes sociais manifestaram indignação com a tragédia em Brumadinho (MG). A Torabit, plataforma de monitoramento digital, a pedido da revista Época, analisou em 24 horas meio milhão de menções nas redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube e Instagram) sobre o desastre de Brumadinho. A conclusão foi de que o principal tema discutido em volta da tragédia pelos usuários é a perplexidade com a reincidência do ocorrido, 40% das menções citam o desastre de Mariana.

Os termos mais mencionados pelos usuários foram “tragédia, Vale, Mariana, rompimento, desastre e crime”. Embora o rompimento da barragem tenha ocorrido em Minas Gerais, os Estados nos quais mais se falou nas redes sobre a tragédia foram São Paulo com 21% das menções e Rio de Janeiro com 20%. Minas ficou em terceiro com 19%. Os comentários estão bem divididos entre gêneros, 50,3% de mulheres, 49,7% de homens, fato que difere do interesse por Eleições, por exemplo, onde homens eram responsáveis por mais que 60% dos comentários nas redes.

O assunto “Brumadinho” está entre os mais comentados do Twitter desde a noite de sexta-feira (25) aparecendo 375 vezes, nas principais capitais, ficando em primeiro lugar no Brasil e em segundo dos Trending Topics do Twitter em todo o mundo. Brumadinho também figurou 12 vezes entre os termos mais buscados nos Google Trends Brasil. Ainda em rankings, segundo o IVC, Instituto Verificador de Comunicação, “Brumadinho” era o segundo termo mais lido nos sites brasileiros na sexta-feira perdendo apenas para “barragem”.

Diversas celebridades que estão entre os maiores formadores de opinião nas redes lamentaram o acidente: Neymar Jr, Danilo Gentili, Luciano Huck, Sabrina Sato e Winderson Nunes fizeram posts emocionados. Neymar reproduziu desenho dos grafiteiros Os Gêmeos sobre o mar de lama. Danilo Gentili considerou “fundamental” tomar medidas efetivas contra o acontecido. Luciano Huck achou “muito triste assistir de novo uma tragédia que poderia ser evitada. Sabrina Sato comentou: “Mais uma vez. Mais uma tragédia. Mais um mar de lama. Mais inocentes mortos”. Windersson inseriu emojis de mãos rezando após o nome Brumadinho. E ainda se manifestaram Marcelo Tas, Marco Luque, Serginho Groisman, Padre Fabio de Melo, Bruna Marquezine, José Simão e Gisele Bündchen entre os de maior audiência.

Doações são suficientes

A Polícia Militar de Minas informou que as doações arrecadadas para os atingidos pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho, são suficientes e não é mais necessário o envio de donativos.

“O Governo de Minas através da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de Minas Gerais – Cedec/MG e o Servas (Serviço Voluntário de Assistência Social) agradece o empenho e a solidariedade do povo mineiro com os afetados pelo rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, e informa que os donativos arrecadados até o momento são suficientes, não sendo necessário o envio de mais materiais para o socorrimento humanitário”, diz nota divulgada pela Defesa Civil do estado.

Se for necessário, a campanha será retomada. Diante da suspensão da arrecadação, os Correios informaram, em nota, que “não mais receberão doações para a população daquela região”. “A empresa continua em contato com os governos estadual e municipal e se mantém à disposição para prestar toda a ajuda que for necessária”.

Fonte: O Sul

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui