Meta de Eduardo Leite: economia de R$ 300 milhões

1
194
Primeiro dia de Eduardo Leite foi de muita ação. (Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini)

O governador Eduardo Leite (PSDB) emitiu ontem um claro sinal sobre a prioridade deste inicio de governo: cotar gastos. Ele assinou seis decretos com ações emergenciais na área das finanças públicas. Cinco deles envolvem despesas e um trata das receitas. O objetivo destes decretos é congelar gastos, gerando uma economia que pode chegar a R$ 300 milhões por ano.

Duas folhas do Executivo

Eduardo Leite herdou a folha de pagamento do 13° salario dos servidores do Executivo, que será paga em 12 parcelas, e a maior parte da folha de dezembro. Há ainda o volume devido a fornecedores, hospitais e os valores consignados da folha de pagamento.

Sartori conseguiu R$ 800 milhões com IPVA antecipado

A expectativa da Secretaria da Fazenda era arrecadar no período de pagamento antecipado do IPVA 2019 ao redor de R$ 737 milhões. A arrecadação bruta chegou a R$ 819 milhões, o que representou que 966 mil motoristas no Rio Grande do Sul aproveitaram o benefício que encerrou na última sexta-feira.

Novo governo busca R$ 2 bi restantes do IPVA 2019

Agora, o governador Eduardo Leite começa a torcida para buscar o que falta dos R$ 2,895 bilhões, que é o total do IPVA 2019. Estes valores, após as devidas destinações constitucionais, são repartidos automaticamente 50% para o Estado e 50% para o município de licenciamento do veículo.

No embalo do início de governo

O governo aproveitou o ambiente positivo de início de ano e conseguiu aprovar ontem na Assembleia, com 36 votos dos 55 possíveis, 15 projetos de lei do Executivo, entre os quais o PL 224/2018, que propõe alterações na estrutura administrativa do Estado. O projeto cria secretarias como a de Relações Federativas e Internacionais e a da Administração Penitenciária, na opinião do colunista, um equívoco gigantesco, e funde outras, como a de Agricultura com a de Desenvolvimento Rural e a de Meio Ambiente com a de Infraestrutura.

Estratégia acertada

A aprovação dos projetos de reestruturação administrativa foi facilitada, depois que na sua estreia como novo líder do governo na Assembleia, o deputado Frederico Antunes (PP), apresentou uma proposta de votação em blocos.

Brasil e EUA juntos contra ditaduras, diz enviado de Trump

O dia de ontem terminou com uma notícia animadora: em reunião com o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, garantiu que Estados Unidos e Brasil trabalharão unidos pelo retorno da democracia em ditaduras como Venezuela, Cuba e Nicarágua. Bolsonaro disse que o Brasil ‘não é mais inimigo’ dos EUA.

O Sul

Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui