Connect with us

Geral

Definidas as ações para combater as aglomerações em Ijuí

Publicado

dia

Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

Reunião realizada na quarta-feira (15/10) envolvendo o executivo municipal, Secretaria da Saúde, Poder Judiciário, Ministério Público e Brigada Militar, traçou estratégias para combater as aglomerações com som alto, uso de drogas, compartilhamento de bebidas, brigas e descarte irregular lixo nas proximidades de bares, na rua do comércio, entre a sinaleira do Posto do Ganso e a Sinaleira da Unijuí.

 

Segundo o Secretário da saúde, Marco Atkinson as autoridades presentes no encontro concluíram que não há força legal para simplesmente retirar as pessoas das ruas sob pena cercear o direito de ir e vir, que todo o cidadão possui. Mas definiram ações que servirão como resposta a população.

 

Ficou definido que a Brigada Militar intensificará o policiamento nos locais de aglomerações, e que deverá fazer operações de fiscalização com abordagens em conjunto com a Coordenadoria de Trânsito e o Conselho Tutelar que tratará dos casos envolvendo consumo e oferta de bebidas alcoólicas e uso de drogas por menores de idade.

 

O Ministério Público por seu turno, intensificará e agilizará o chamamento de pessoas que já tenham um ou mais termos circunstanciados por infringirem a lei do sossego público e o Código Brasileiro de Trânsito, por exemplo, mostrando que as autoridades do MP estão dando uma resposta para a comunidade.

 

A administração municipal vai fazer uma sanitização dos espaços onde ocorrem as aglomerações, além de outros locais de grande circulação como a Praça da República e agências bancárias. O trabalho deverá ser feito ainda nesta sexta-feira(16/10), confirmou o Secretário da Saúde.

 

Marco Atkinson destacou que, na avaliação das autoridades presentes na reunião, há uma deseducação das pessoas que só estão preocupadas com elas mesmas e não tem consciência de coletividade.” Se esses jovens fossem mais conscientes e contribuíssem para barrar o avanço da pandemia, não estaria dando essa ‘dor de cabeça’, e não seria necessário mobilizar todo esse aparato”, concluiu o Secretário.

Leia também:  Força Tática de Ijuí acaba de prender homem suspeito de disparos que vitimaram duas pessoas na localidade de Chorão.

 

Fonte: Redação Rádio Repórter

Patrocinado
Clique para comentar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Ibirubá volta a decretar toque de recolher para o feriadão de Dia dos Finados

Publicado

dia

Por

Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

Medida ocorre pelo segundo fim de semana consecutivo, após aglomerações registradas na cidade. Circulação de moradores fica restrita até a madrugada de terça-feira (30).

A Prefeitura de Ibirubá, no Noroeste do RS, voltou a decretar toque de recolher para o feriadão do Dia dos Finados. A medida tem início às 23h59 desta sexta-feira (30) e vai até 5h de terça-feira (3).

Na semana passada, a cidade já tinha decretado toque de recolher, após aglomerações registradas no centro da cidade.

“A partir da segunda quinzena de setembro, o número de casos de Covid-19 tem diminuído. Porém, há uma grande preocupação do Comitê e da Secretaria de Saúde do município no retorno do aumento de casos, por isto, se justifica a medida do toque de recolher. E, ainda, face à ocorrência do último final de semana, é visível o relaxamento das medidas de proteção por uma parcela da população, como o desrespeito às regras de distanciamento social e aglomerações, principalmente à noite e aos finais de semana, além do não uso de máscara facial”, informa a prefeitura, em nota no site.

Com a medida, os moradores da cidade ficam restritos de circular, exceto se estiverem a trabalho. Confira abaixo os setores com permissão de circulação de acordo com o decreto.

  • estabelecimentos hospitalares;
  • clínicas médicas, odontológicas e veterinárias, em regime de emergência;
  • farmácias e laboratórios;
  • funerárias e serviços relacionados;
  • serviços de segurança pública e privada;
  • serviços de taxi e aplicativo de transporte individual remunerado de passageiros;
  • área afim à saúde;
  • servidores públicos das áreas de fiscalização, saúde, assistência social, emergência e da defesa civil;
  • que exercem atividades inerentes à circulação de cargas de qualquer espécie que possam acarretar desabastecimento de gêneros necessários à população;
  • serviços de supermercados e hotelaria;
  • comércio de alimentação (restaurantes e lanchonetes);
  • indústrias que realizem turno de trabalho no horário elencado;
  • Conselho Tutelar;
  • postos de combustíveis, borracharias e de fornecimento de gás de cozinha;
  • serviços de tele-entrega (delivery).
Leia também:  Perondi confirma pagamento de 5,7 milhões para o HCI

 

Além disso, também fica permitida a circulação para pessoas que buscam atendimento médico, e para quem vai ou volta da rodoviária da cidade.

Festas e eventos, em ambientes fechados ou públicos, estão proibidas. Casos de desrespeito ao decreto receberão penalidades, que vão de advertência oral ou escrita até multa de R$ 500 a R$ 3 mil.

Ibirubá tem, segundo o governo do estado, 18 óbitos e 1.309 casos confirmados. O município está em bandeira vermelha no mapa de distanciamento controlado.

Por G1 RS

Continue lendo

Geral

Tartaruga e leão marinho resgatados são devolvidos ao mar em Rio Grande

Publicado

dia

Por

Tartaruga Marinha resgatada pelo Cram foi devolvida ao mar em Rio Grande — Foto: Reprodução/RBS TV
Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

Cerca de 200 animais marinhos são atendidos a cada ano no Centro de Recuperação da Furg. Frio, fome e até poluição estão entre as causas de muitos deles chegarem ao litoral gaúcho.

Nesta época do ano, centenas de animais marinhos chegam ao litoral gaúcho devido a uma série de circunstâncias: fome, cansaço, frio e até desorientação.

Esta semana, depois de uma carona de lancha, uma das tartarugas marinhas voltou para o oceano, e o filhote de leão marinho, após um mês internado no Centro de Recuperação de Animais Marinhos (Cram), em Rio Grande, no Sul do RS, foi solto em um refúgio onde outros companheiros da mesma espécie costumam descansar.

Os pacientes chegam do mar precisando de tratamento especial. Quem cuida deles são os pesquisadores do Cram, mantido pela Universidade Federal do Rio Grande (Furg). O trabalho começou há 47 anos e nunca parou — e costuma aumentar com a chegada da primavera.

“Nós cuidamos, por exemplo, da manutenção da temperatura corporal dos animais, que geralmente chegam hipotérmicos, com a temperatura do corpo baixa. Chegam desnutridos, porque estão há algum tempo sem se alimentar, então nós fazemos um programa alimentar, com reposição de nutrientes, com suplementação vitamínica, para que eles tenham condições de se restabelecer e responder ao tratamento”, explica a coordenadora do Cram, Paula Canabarro.

Alguns animais, como os pinguins, deixam o litoral brasileiro e voltam para a Patagônia e as Ilhas Malvinas, no sul do continente. Outros, como os lobos e os leões marinhos, também retornam para a Argentina e o Uruguai, onde se reproduzem.

“A grande maioria dos animais que nós recebemos pra reabilitação chegam com evidências de interação com alguma atividade de origem humana. Eles são indicadores da degradação do ambiente marinho e costeiro. Ou seja, são animais que chegam aqui com evidências de ingestão de lixo”, aponta Paula.

As tartarugas marinhas também migram nesta época. Neste ano, 45 chegaram até o Litoral Sul precisando de atendimento. Algumas não sobreviveram, principalmente porque comem plástico achando que é alimento.

Ao todo, cerca de 200 animais marinhos são atendidos a cada ano no Cram. A maioria, no entanto, consegue se recuperar. E quando o paciente se recupera, já pode voltar para casa.

“Entregar esses animais à natureza é sempre uma possibilidade de continuar existindo e cumprindo com sua função ecológica”, afirma o diretor do Museu Oceanográfico da Furg, Lauro Barcellos.

Leão Marinho é resgatado pelo Cram e devolvido ao mar em Rio Grande — Foto: Reprodução/RBS TV

Leão Marinho é resgatado pelo Cram e devolvido ao mar em Rio Grande — Foto: Reprodução/RBS TV

Por Fábio Eberhardt, G1 RS e RBS TV

 

Continue lendo

Geral

Infelizmente em Ijuí 31 mortes por coronavirus

Publicado

dia

Por

Foto: Divulgação Internet
Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

Coronavírus está no mundo todo. Vamos nos cuidar

Pessoal leitores do Ijuí Notícias, sou Cristiano Silveira administrador do Portal, e venho através do mesmo para entrar em contato com vocês para nos unirmos neste momento difícil de coronavirus, que acredito eu que é só uma faze e logo vai vim a vacina e vai tudo se estabelecer e passar.

Então pessoal, Vamos ser solidários e ajudar a proteger pessoas do grupo de risco do nosso conhecimento, e vamos se cuidar! Muitas vezes os mais fortes pegam a doença e passam para o grupo de risco até mesmo sem saber.

Então jovens Ijuienses vamos sair das ruas respeitar as regras, pessoas idosas ficam por casa isso é só uma faze! O coronavirus existe pessoal! E não faz extinção de pessoas. Pessoas idosas, com problemas cardíacos, respiratórios e diabetes precisam de mais proteção, pois são as pessoas que desenvolvem casos graves da doença.

Continue lendo

Newsletter

Receba as Notícias do site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado

Mais lidas da semana