A Brigada Militar intensificou o policiamento no combate ao crime em Porto Alegre

A BM (Brigada Militar) deflagrou, nesta quinta-feira (14), a 4ª edição da Operação Avante Força Total e Cavalo de Aço em Porto Alegre. O objetivo foi ampliar o policiamento ostensivo em diversas áreas da capital gaúcha e intensificar a repressão qualificada ao roubo de veículos, roubo a pedestres, tráfico de drogas e outros crimes. Segundo a BM, Participaram da ação 645 policiais militares, 120 viaturas de rádio patrulhamento, 75 motocicletas e 70 conjuntos montados.

Coordenada pelo CPC (Comando de Policiamento da Capital), a força-tarefa – que se estendeu até 22h – teve apoio dos Batalhões e Regimento de Polícia Montada, helicópteros do Batalhão de Aviação, Plataforma de Observação Elevada do Departamento de Comando e Controle Integrado da Secretaria de Segurança Pública e agentes da Força Nacional.

Também foi empregada uma Força de Proteção e Segurança, composta de 570 brigadianos, 120 viaturas de rádio patrulhamento e 70 conjuntos montados da cavalaria. Este grupo ficou responsável por patrulhas de abordagem, barreiras de contenção, pontos de policiamento e ações nas bases móveis comunitárias.

Investimentos

Nesta quinta-feira (14), o governador José Ivo Sartori, lançou, no Palácio Piratini, o programa Badesul Cidades Mais Seguras – SIM para prover financiamento a projetos de investimentos para o aparelhamento da infraestrutura dos municípios ligadas à segurança pública. Esse é mais um instrumento para a execução do Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM), dirigido pela Secretaria da Segurança Pública. Até hoje, 330 municípios já aderiram ao programa e têm direito ao crédito.

O financiamento, oferecido pelo Badesul, terá valores escalonados conforme a população do município, que partem de R$ 300 mil, para cidades com até 10 mil habitantes, até R$ 3 milhões, para municípios com mais de 100 mil habitantes. O SIM integra órgãos da União, Estado, municípios e sociedade em ações de prevenção da criminalidade, ressocialização de apenados, agilidade no atendimento ao cidadão, cercamento eletrônico e acesso ao sistema de Consultas Integradas e de Informações.

O Sul

Deixe seu Comentário!