PERNIL COM ERVAS E ESPECIARIAS

Pernil é um prato clássico das ceias de festas de fim de ano brasileiras. O porco é sempre bem-vindo à mesa. É só dar um caprichadinha, e ele se torna a estrela: suculento e saboroso.

Em minha família é uma tradição imbatível. Não há Natal sem pernil. Minha mãe sempre preparou acompanhado da sua farofa especial. Meus irmãos se tornaram especialistas. Cada um prepara de um jeito. E eu encontrei o meu modo de fazer, misturando todas estas influências num bowl e dando pitadas minhas.

Um pernil pode ser o prato principal, ou pode servir de antepasto: lascas tenras para servir antes da ceia. Aí fica a seu critério. E as sobras, estas podem ser reaproveitadas numa farofa, para comer com pão, ou congeladas para servir mais adiante.

Vou colocar a receita aqui, do jeito que escrevi para uma amiga que mora na Austrália. E ela conseguiu reproduzir com sucesso seguindo os passos que vou mostrar.

Ingredientes

Temperar 48 horas antes de levar ao forno

Para cada quilo de pernil:

1 colher de chá de semente de coentro

1 colher de chá de semente de mostarda

8 dentes de alho

1 cebola picada em cubos grandes

2 ramos  de alecrim

2 ramos de manjericão

2 ramos de tomilho

5 folhas de sálvia

200 ml de vinho branco

1 colher de sopa rasa de sal

Pimenta do reino moída na hora a gosto

Modo de Fazer

Usar um pilão para macerar as sementes de mostarda e coentro. Não precisa ficar miúdo, só quebrar para soltar o sabor.

Amassar os dentes de alho. Misturar com as sementes maceradas. Acrescentar o sal e um pouco do vinho para fazer uma pasta. Reservar o restante do vinho. Picar a cebola em pedaços grandes.

Higienizar as ervas e secar.

O pernil: Com um faca amolada de ponta fina, fazer furos em toda a carne, não muito perto um do outro, tentado se aproximar do osso.


Introduzir a faca rente ao osso, tentado fazer um espaço entre o osso e a carne para facilitar a entrada do tempero.

Espalhar o tempero de alho, sal, coentro, mostarda por toda a carne, massageando bem. Colocar o tempero no espaço rente ao osso também.

Reserve um saco de plástico grosso (peça ao açougueiro) para colocar o pernil. Isso ajuda os líquidos a ficarem mais em contado com a carne. Diferente de uma travessa ou bacia, onde só a parte de baixo fica em contato com os temperos da marinada.

Coloque o pernil no saco.

Colocar as ervas sobre o pernil todo, por cima e por baixo. Não precisa retirar as folhas dos galhos. Coloque os galhos sobre toda a carne. Colocar as cebolas picadas em cubos grandes também espalhadas por todo o pernil.

Coloque o restante do vinho e amarre bem o saco, fazendo com todo o pernil fique banhado pela marinada. Se não conseguir um plástico, faça isso numa bacia funda e passe um plástico sobre a bacia, e leve para a geladeira por 48 horas, virando a cada 6 horas. Este tempo de marinada é crucial, principalmente para os pernis muito grandes. Pernis menores podem ficar 24 horas.

Para assar:

Dependendo do tamanho do pernil, leva-se 5 horas ou mais para assar.

Para cada quilo, mais ou menos 1 hora.

Retire do saco com cuidado para não perder os líquidos. Leve para uma assadeira e coloque o pernil com a capa de gordura para cima. Coloque um pouco da marinada no fundo da assadeira. As ervas podem ficar por cima do pernil, assim com as cebolas espalhadas pela assadeira. Tampe com papel alumínio.

Forno a 200 graus. Se o seu forno for muito potente, deixe a 180 graus.

Deixe meia hora para cada quilo de pernil.

Retire o papel alumínio e as ervas que estiverem sobre o pernil (senão elas queimam) e deixe dourar por fora, regando com os líquidos da assadeira (pode usar a marinada do tempero) a cada 30 minutos. Depois que tirar o papel alumínio, pode virar o pernil para dourar de todos os lados. Vire a cada 1 hora.

Quando estiver bem dourado e quando você espetar um garfo ou faca até o fundo e o líquido sair transparente, está pronto!

O líquido que se forma no fundo da assadeira pode ser transformado em um molho: acrescente 1 copo de vinho, raspe a borrinha da assadeira, coe, leve para uma panela e deixe em fogo baixo até reduzir um pouco.

Média de forno:

2 quilos: 1 hora tampado, 1 destampado

3 quilos: 1 hora e meia tampado, 1 hora e meia destampado

4 quilos: 2 horas tampado, 2 destampado

5 quilos: 2 horas e meia tampado, 2 horas e meia destampado.

Aqui está o resultado final, enfeitado com ramos de manjericão e cerejas frescas. Você pode dourar fatias de abacaxi na manteiga e também enfeitar com elas. Use a sua imaginação!

Autor: Mônica

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.