Preventivo está disponível na rede pública

0
314
Créditos: Clicjm

Com aproximadamente 530 mil casos novos, por ano, no mundo, o câncer de colo de útero é o quarto mais comum entre as mulheres, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Ele é responsável por 265 mil óbitos por ano. Não é à toa que o conhecido “preventivo”, ou Papanicolau – exame citopatológico do colo de útero, seja tão importante para as mulheres atualmente.
“O Papanicolau é um exame de rastreamento para alterações no colo uterino, que rastreia células alteradas. A partir dele, é feita toda uma investigação, até se chegar à confirmação, ou não, da doença. Por isso a importância da realização do exame: ele rastreia e, como o próprio nome diz, previne”, explica a enfermeira coordenadora do Programa Mãe Gestante da Secretaria Municipal de Saúde, Carine Lima.
De acordo com ela, o Ministério da Saúde preconiza que o exame seja realizado por mulheres entre os 25 e 64 anos, faixa etária em que ocorre a maior incidência de casos de câncer de colo uterino. “É importante que mulheres que tenham algum corrimento realizem o exame, assim como aquelas que nunca realizaram o preventivo. A periodicidade de realização vai variar em cada caso. A mulher pode fazer o exame a cada dois anos, mas, se ele  apresentar alguma alteração, será necessário realizá-lo em menor tempo, de seis em seis meses, até  que os resultados estejam normais. Enquanto isso, todo um acompanhamento é realizado”, explicou a enfermeira.
Hoje, o acesso ao exame preventivo é fácil e gratuito na rede pública de saúde. Segundo Carine, mulheres interessadas em realizá-lo podem buscar a unidade de saúde referência do bairro, e agendar uma data. O setor de Saúde da Mulher também está preparado para receber as usuárias do Sistema Único de Saúde. “A coleta do material é geralmente realizada por um enfermeiro, a partir do agendamento realizado. Os exames que apresentam alterações, e são feitos nas unidades de saúde, são referenciados para o setor de Saúde da Mulher, onde estão concentrados os especialistas, médicos ginecologistas, que fazem o acompanhamento da mulher até que ela tenha alta e possa retornar ao seu posto de saúde”, lembra Carine.

Leia também:  Confira o que fecha e o que abre no feriado em Ijuí

Fonte: Clicjm

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui