Homem é indiciado por estupro de menina de 5 anos morta por asfixia em Santa Maria

0
94
Jovem de 18 anos confessou ter estuprado criança com paralisia cerebral em Santa Maria — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Suspeito, de 18 anos, confessou o crime à polícia. De acordo com delegado Sandro Meinerz, ele não tinha intenção de matar a criança. Vítima tinha paralisia cerebral e morava na mesma casa que o homem.

O homem preso por abusar sexualmente de uma menina de 5 anos em Santa Maria, na Região Central do estado, foi indiciado pela Polícia Civil por estupro qualificado, com pena prevista de 12 a 30 anos. O crime aconteceu na madrugada de sábado (7). A criança chegou a ser levada pela mãe ao Hospital Universitário, mas não resistiu.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (17), o delegado Sandro Meinerz disse que o suspeito, de 18 anos, não tinha intenção de matar a criança.

“Um dos crimes mais chocantes que tivemos em Santa Maria. É um crime hediondo e o indiciamento é estupro qualificado, não por homicídio. A intenção era violência sexual. Não havia necessidade de matar porque a vítima não falava”, disse o delegado.

O indiciado é filho do padrasto da menina. Ele confessou o estupro à polícia após o caso e foi preso preventivamente. Ele vivia na mesma casa que a criança e dormia no quarto ao lado ao da vítima.

A menina, que tinha paralisia cerebral, precisava de cuidados constantes e não se alimentava sozinha nem caminhava. O resultado da perícia apontou que ela foi vítima de estupro e morta por asfixia.

“Abusou de uma criança frágil, talvez tenha deitado sobre a vítima”, acrescenta o delegado.

Segundo o delegado, o caso surpreendeu os policiais e a equipe de saúde que atendeu a menina.

“Ficaram chocados com os ferimentos da menina. Todos, até no IML (Instituto Médico Legal) ficaram chocados e contaram que foi um crime bárbaro”.

O suspeito está preso na Penitenciária Estadual Santa Maria.

Por G1 RS e RBS TV

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui