Connect with us

Brasil

“Matei minha filha”, disse mãe ao lado do corpo da criança de dois anos

Publicados

em

vítima, Júlia Félix de Moraes, 2 anos e dois meses, foi esfaqueada e não resistiu aos ferimentos

No fim de 2019, um caso semelhante chocou o Distrito Federal. A vítima, Bernardo, de 1 ano e 11 meses, foi morta pelo próprio pai, o servidor do Metrô-DF Paulo Roberto de Caldas Osório, 45. O homem acabou preso na Bahia e confessou o crime.

A madrugada desta quinta-feira (13/02/2020) foi marcada por uma barbárie na região de Vicente Pires. Vizinhos escutaram, por volta das 5h, um homem gritando que sua filha tinha sido assassinada. A vítima, Júlia Félix de Moraes, 2 anos e dois meses, foi esfaqueada duas vezes — entre a região do pescoço e o peito — e não resistiu aos ferimentos. A mãe, Laryssa Yasmim Pires de Moraes, 21, acabou presa em flagrante pelo crime.

vítima, Júlia Félix de Moraes, 2 anos e dois meses, foi esfaqueada e não resistiu aos ferimentos

A madrugada desta quinta-feira (13/02/2020) foi marcada por uma barbárie na região de Vicente Pires. Vizinhos escutaram, por volta das 5h, um homem gritando que sua filha tinha sido assassinada. A vítima, Júlia Félix de Moraes, 2 anos e dois meses, foi esfaqueada duas vezes — entre a região do pescoço e o peito — e não resistiu aos ferimentos. A mãe, Laryssa Yasmim Pires de Moraes, 21, acabou presa em flagrante pelo crime.

A Polícia Militar foi acionada via Copom. Quando chegou ao local, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estava no apartamento onde ocorreu o homicídio, mas não houve tempo para socorrer a pequena. A mãe, segundo a PM, encontrava-se sentada próximo ao corpo da filha, com a roupa suja de sangue.

 

Quando os policiais perguntaram o que tinha ocorrido, ela disse: “Não sei, não sei, não sei. Matei minha filha!”. E ainda teria emendado: “Tenho certeza que está num lugar melhor”. No local, também estava o pai da criança, Giuvan Félix, 26, que vestia apenas cueca. Ele também estava sujo de sangue. O rapaz contou que estava dormindo em um colchão no chão e acordou com a companheira golpeando seu rosto com uma faca.

Leia também:  Caminhoneiros devem fazer paralisação na quarta-feira em todo o país

 

Ele apresentava lesão no rosto e na mão. Disse ainda que não viu o momento em que a companheira esfaqueou a filha, porque estaria dormindo. Quando acordou, também estava sendo atacado por Laryssa. Ele disse ainda que viu a criança no chão do quarto com marcas de sangue e perguntou o que havia ocorrido. Percebeu que a menina ainda estava viva e ligou para o Samu.

 

Revelou também que a mulher estava morando em sua casa há pouco tempo e que, nesta quinta-feira (13/02/2020), iria sair do local. Ela foi encaminhada para a 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), onde presta depoimento.

 

Na delegacia, Giuvan disse que Laryssa era uma pessoa “difícil de lidar” e que “acordou com a faca na cara dele”. A jovem teria matado a menina após uma crise de ciúmes.

 

Chefe da 12ª DP, o delegado Josué Ribeiro da Silva, investiga o possível envolvimento do rapaz no caso. Isso por conta “tranquilidade do homem ao falar com a polícia”. “Ele chegou muito calmo, achei estranho. Apuramos que, ànoite, a criança chorou e ele não acordou, o que é suspeito. Estamos investigando uma possível contradição”, ressaltou.

 

Josué Ribeiro da Silva disse ainda que o casal tinha uma desavença sobre a guarda da criança. Laryssa havia informado para Giuvan que estava reatando um namoro homoafetivo com uma mulher e que iria levar a criança para morar com ela, algo que teria desagradado o rapaz.

 

“Laryssa era festeira, não tinha emprego e usava drogas. Por conta desse comportamento, a mãe a expulsou de casa. Ela foi para a residência do pai da criança. Lá, informou que estava reatando com sua ex-namorada. Giuvan não aceitava que sua filha convivesse com essa situação e avisou que tomaria a guarda da criança, fato que Laryssa não aceitou”, explicou o delegado. Ele teria inclusive procurado a Defensoria Pública para ter Júlia com ele.

Leia também:  Frio e gelo pode atingir o Brasil já em abril

Vizinhos chocados

Uma moradora do prédio que fica em frente ao da família disse não acreditar no que ocorreu. “Eu via a criança brincando na janela, sempre. Ela era linda. Gostava de cantar e brincava por horas. O pai é muito tranquilo. Trabalhador. Não estamos entendendo o que aconteceu”, disse a mulher, que preferiu não se identificar.

 

Maria Gilmaria Sousa Espíndola, 44, é a proprietária do apartamento onde o casal mora. Ela diz que alugava o imóvel para o rapaz havia mais de um ano.

“Ele é muito jovem. Gente boa e nunca tivemos reclamações. Ela morava com ele há pouco tempo. Nunca houve reclamações sobre o casal. Era um apartamento muito organizado. Ela vivia com a menina para cima e para baixo. Para a gente do prédio, é assustador. Os vizinhos nunca ouviram barulho e nem presenciaram brigas”, afirmou.

 

Caso Bernardo

No fim de 2019, um caso semelhante chocou o Distrito Federal. A vítima, Bernardo, de 1 ano e 11 meses, foi morta pelo próprio pai, o servidor do Metrô-DF Paulo Roberto de Caldas Osório, 45. O homem acabou preso na Bahia e confessou o crime.

 

Disse que, após pegar o filho na creche, na Asa Sul, deu um suco ao garoto com remédios controlados. Depois, seguiu pela BR-020 com o menino e desovou o corpo também na Bahia.

Fonte: Mceara

Continue lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Força-tarefa para reduzir fila do INSS terá 9.500 servidores

Publicados

em

Por

Divulgação

Oito mil vagas serão destinadas a militares das Forças Armadas e funcionários públicos aposentados e mais 1.500 para aposentados do INSS

O contingente de servidores que serão contratados temporariamente para ajudar a reduzir a fila de benefícios do INSS subiu para 9.500.

Do total, 8 mil vagas serão destinadas a militares das Forças Armadas e funcionários públicos aposentados. Assim, outras 1.500 serão de aposentados do Instituto.

O edital de convocação deverá ser lançado assim que for editada a medida provisória (MP) que permite o retorno de servidores civis aposentados. Os contratos, por sua vez, terão vigência de um ano, podendo ser prorrogados por mais um.

Os termos da proposta foram fechados com a equipe econômica na última sexta-feira (14) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O gasto estimado da contratação temporária dos servidores será por volta de R$ 250 milhões por ano.

O custo extra será compensado com a redução de despesas com pagamento de correção monetária no valor dos benefícios concedidos com atraso. Além disso, haverá maior agilidade na análise de compensação previdenciária do INSS e de processos com suspeitas de irregularidade.

Fonte: Diário da Manha

Leia também:  Fugitivo do presídio de Ijui, e suspeito de assalto a peixaria é preso em Santo Ângelo
Continue lendo

Brasil

Petroleiros suspendem greve no Rio Grande do Sul

Publicados

em

Por

Foto: Rita Cardoso. / Sindipetro./ Divulgação.

Movimento deve ser paralisado em outros estados após suspensão de demissões no Paraná

Os funcionários da Refap (Refinaria Alberto Pasqualini) no Rio Grande do Sul decidiram suspender a greve que durava vinte dias. A decisão foi definida em assembleia geral da categoria, em Canoas, no final da manhã desta quinta-feira, depois que a Petrobras suspendeu temporariamente a demissão de trabalhadores no Paraná.

Além do Sindipetro gaúcho, outros sindicatos também estão realizando assembleias e deverão definir movimento semelhante. Os trabalhadores irão retomar as atividades imediatamente. A proposta é de suspensão até a realização de uma mediação junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) no começo de março.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região do Paraná determinou, na última terça-feira, a suspensão das demissões na Araucária Nitrogenados (Ansa), subsidiária da Petrobras no Paraná. Os desligamentos motivaram a greve da categoria.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP), que recomendou a suspensão temporária do movimento grevista, destacou, em nota, que a greve será retomada caso não haja avanços na mediação feita pelo Tribunal.

A entidade ainda destacou “a importância da abertura de um processo de negociação para que seja garantido o cumprimento da Cláusula 26 do Acordo Coletivo de Trabalho, onde a Araucária Nitrogenados se compromete a não promover despedida coletiva ou plúrima sem prévia discussão com o sindicato”.

No País, cerca de 21 mil trabalhadores paralisaram as atividades segundo os sindicatos da categoria. Já na Refap, 800 funcionários aderiram à greve.

FONTE:  Samantha Klein

Continue lendo

Brasil

Bancos fecham durante o Carnaval

Publicados

em

Por

As agências estarão fechadas na segunda e terça de Carnaval. O atendimento retorna a partir de 12h da quarta-feira de cinzas.

Leia também:  Durante o Carnaval, incidência de crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes aumenta em até 20%
Continue lendo

Destaque

Notícias no seu WhatsApp whatsapp