Connect with us

Policia

Mulher de policial reage a assalto e mata bandido, em Porto Alegre

Publicados

em

Foto: BM

A Polícia Civil confirmou no fim da tarde desta quarta-feira (15) que o assaltante baleado em um roubo de veículo no bairro Santana, em Porto Alegre, morreu durante atendimento médico. Ele foi atingido por disparos na barriga pela esposa de um oficial da reserva da Brigada Militar (BM).

Segundo o delegado Rodrigo Reis, plantonista da 2ª Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA), o criminoso chegou a ser encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde passou por cirurgia, mas não resistiu. O caso aconteceu na Avenida Princesa Isabel, no fim da manhã, em frente ao Instituto de Cardiologia.

A esposa, o marido, que é tenente-coronel da reserva da BM, e a filha, vieram de Santa Catarina, onde residem, para Porto Alegre. O oficial tinha uma consulta agendada na Capital. Durante a manhã, ele seguiu com a esposa e a filha até o Instituto de Cardiologia, onde precisava realizar um exame. Conforme o delegado, o policial desceu da Toro que ficou estacionada, e deixou a pistola dele entre os bancos do carona e do motorista.

Cerca de 10 minutos após o policial sair, um criminoso apareceu na janela do veículo e apontou uma arma para a esposa e a filha do PM. O assaltante exigiu que a mulher, que estava sentada no banco do motorista, descesse do carro.

— Ela aproveitou o momento em que criminoso se distraiu, sacou a arma do marido que estava entre os bancos e efetuou três disparos contra o criminoso. Ele foi atingido e fugiu, inclusive segurando a arma na mão — relata Reis.

Logo depois, uma guarnição da Brigada Militar que passava pelo local foi informada do caso e encontrou o ladrão. Ele estava caído a cerca de uma quadra de onde havia acontecido o roubo, próximo de um posto de combustíveis. Ele foi socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

A mulher foi ouvida na tarde desta quarta-feira na 2ª DPPA, no Palácio da Polícia. Para o delegado Reis, a vítima agiu em legítima defesa. A pistola do policial foi identificada e devolvida. O criminoso não teve a identidade divulgada pela polícia.

Leia também:  Polícia Civil prende 120 criminosos em menos de um mês na Operação RS Verão Total

— O que aconteceu foi uma situação de roubo. A pistola do marido foi o meio que ela tinha para se defender de um sujeito que estava armado, apontando para ela e a filha. O que aconteceu foi um roubo e ela agiu em legítima defesa. A arma de fogo pertencia ao marido, que estava no local, apenas havia desembarcado por alguns minutos — afirmou o delegado.

Sobre a informação de que haveria um segundo assaltante, que também teria escapado, Reis afirma que isso não foi confirmado. A necropsia deverá informar por quantos disparos o ladrão foi atingido. A mulher e a filha não chegaram a sofrer ferimentos. Além de o marido ser oficial, a esposa também havia atuado na Brigada Militar por cerca de um ano e pediu desligamento para investir em outra área.

Fonte: RS Agora

Continue lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policia

Detento do semiaberto é morto com vários tiros enquanto dormia em Rolante

Publicados

em

Por

Foto: Portal da Star

De acordo com o boletim, cerca de 30 cápsulas de pistola foram recolhidas no local.

Um detento do regime semiaberto foi assassinado com diversos disparos de pistola, enquanto dormia no sofá da casa de sua mãe, por volta da 1h desta quarta-feira (22), na rua Júlio Schneider, no bairro Picadilly, em Rolante. De acordo com o registro da ocorrência, a mãe, de 50 anos, informou que na residência estavam seu filho de 19 anos, a irmã de 15, um neto de 10 anos, todos dormindo, e a vítima, de 28 anos, que recém havia deitado no sofá da sala.

A mulher disse que ouviu um barulho forte de porta quebrando e diversos disparos de arma de fogo. Logo após os disparos, uma motocicleta teria saído do local em alta velocidade. A senhora foi até a sala para verificar o que havia acontecido e encontrou o filho morto no sofá.

Ainda de acordo com o boletim, cerca de 30 cápsulas de munição foram encontradas no local. Segundo informações de familiares, a vítima cumpria pena no Presídio Estadual de Taquara (PET), há quatro anos, por envolvimento com o tráfico de drogas e, nos últimos seis meses, passou para o regime semiaberto. Ele estava usando uma tornozeleira eletrônica há quatorze dias.

Fonte: Jornal Panorama

Continue lendo

Policia

Criminoso invade residência e amarra família no interior de Igrejinha

Publicados

em

Por

O indivíduo amarrou o proprietário, seu filho e um amigo que estavam no casa que fica na localidade de Três Irmãos.

Um indivíduo invadiu uma residência, fez três pessoas reféns e roubou alguns objetos do local e escapou por um matagal. O assalto ocorreu por volta das 8h45min desta terça-feira (21), na Estrada Três Irmãos, na localidade de mesmo nome, próximo a divisa entre Igrejinha e Taquara.

De acordo com a Brigada Militar, o proprietário da residência estava dormindo no quarto de seu sítio, juntamente com seu filho, quando um indivíduo usando boné preto, pulou pela janela, portando um revólver de cor preta e anunciou o assalto. O homem amarrou a vítima, juntamente com seu filho e saiu do quarto, rendendo também seu amigo, que estava em outro local da casa.

O criminoso pegou a aliança e uma corrente de ouro do pescoço da vítima, a chave de sua caminhonete e foi para o pátio para tentar fugir com o veiculo. Neste momento, o homem conseguiu se soltar e correu para impedir, entrando em luta corporal com o acusado. A vítima acabou sendo lesionada na cabeça. Logo após, o indivíduo fugiu correndo em direção a um matagal.

A vítima suspeita ter visto um veículo GM/Prisma preto, que poderia estar junto com o assaltante. Policiais militares foram até o local, porém não encontraram o criminoso. O caso está sob investigação da Polícia Civil de Igrejinha.

Fonte: Jornal Panorama

Continue lendo

Policia

Jovens são mortos em confronto com a Brigada Militar, em Caxias do Sul

Publicados

em

Por

Apartamento onde ocorreu o confronto no bairro Cruzeiro — Foto: Jeferson Ageitos

Os adolescentes ostentavam armas em redes sociais. A BM recebeu denúncia anônima que o apartamento, estava sendo utilizado por integrantes de facção criminosa.

Na noite desta terça-feira (21), dois adolescentes, de 14 e 17 anos, morreram em confronto com a Brigada Militar em Caxias do Sul. A troca de tiros foi registrada por volta das 22h, a partir da informação de que supostos integrantes da facção Bala na Cara estariam em um apartamento na rua José Bonifácio, no bairro Cruzeiro.

Quando os policiais militares chegaram ao local, o tiroteio aconteceu e os jovens acabaram mortos. No local, foram apreendidos R$ 1.190, celulares, balança de precisão, 145 gramas de maconha, toucas ninjas, rádio comunicador HT, colete balístico, duas pistolas calibre 380 com carregadores sobressalente e 211 munições de diferentes calibres.

“Será apurado também qual a origem de tantas munições e da droga que estavam no local”, diz o delegado Caio Fernandes, responsável pelo caso.

Armas em redes sociais

Logo após o confronto e a confirmação das mortes dos adolescentes, fotos de, pelo menos, um dos menores ostentando uma pistola foram divulgadas em grupos de WhatsApp. Há a suspeita de que ambos fossem integrantes de uma facção criminosa atuante na Serra Gaúcha. O adolescente de 17 anos teria cometido diversos atos infracionais análogos a furto qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo a pedestre, receptação de veículo, entre outros.

Foto: Reprodução / Portal Leouve

 

*Com informações do Correio do Povo e Portal Leouve

Continue lendo
Patrocinado

NEWSLETTER

Seu email:

Destaque