Connect with us

Economia

Óleo de soja, tomate e arroz pesam no bolso

Publicado

dia

Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

O dado é do Índice Nacional de Vendas, elaborado pela Associação Brasileira dos Supermercados (Abras). Víctor Abreu detalha.

Até agosto deste ano, as vendas dos supermercados brasileiros apresentaram crescimento de 3,94 por cento, em comparação com o mesmo período de 2019.

 

O dado é do índice nacional de vendas, da abras, a associação brasileira de supermercados. // em comparação com o mês anterior, julho, agosto teve 2,56 por cento mais vendas. Já em comparação com agosto de 2019, a o volume de vendas de agosto deste ano foi 4,44 por cento maior.

 

Segundo o índice de preços, há uma série de produtos que ficaram com preço mais salgado ao consumidor, e pesaram no bolso. Foi o caso do óleo de soja, que subiu 14 por cento, também o tomate, que ficou mais de 13 e meio por cento mais caro, além do arroz, que teve elevação de mais de 8 por cento pelos mercados do país.

Por outro lado, alguns produtos baratearam. // foi o caso da cebola, que teve queda de 28 por cento, a batata, que ficou quase 17 por cento mais barata, feijão, com quase 5 por cento de queda de preço, e ovo, que teve redução de 4 e meio por cento nos supermercados.

Patrocinado
Clique para comentar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Saiba quem recebe auxílio nesta quinta

Publicado

dia

Por

Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

Três milhões e meio de brasileiros que recebem o auxílio emergencial terão o dinheiro depositado nesta quinta-feira.

 

São os aniversariantes de novembro que aguardam parcelas do ciclo três de pagamento. Até a quinta prestação, o valor é de 600 reais. Da sexta em diante o governo só vai pagar a metade, 300 reais. Vale lembrar que quem começou a receber o auxílio tardiamente não terá direito a todas as parcelas extras de 300 reais.

 

O saque para este pessoal de novembro só será liberado no dia cinco de dezembro. Enquanto isso só será possível pagar boletos, como a conta de água e luz, ou realizar compras em estabelecimentos que aceitam pagamento por meio do aplicativo caixa tem.

Continue lendo

Economia

Petrobras reduz os preços da gasolina e do diesel nas refinarias

Publicado

dia

Por

O repasse da queda de preços ao consumidor final, nos postos de combustíveis, depende dos donos dos estabelecimentos Foto: Agência Brasil
Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

A Petrobras reduz, nesta terça-feira (27), os preços da gasolina e do diesel nas refinarias em 5% e 4%, respectivamente.

Para a gasolina, essa é a segunda redução praticada em outubro, após a queda de 4% anunciada no dia 15. Em relação ao diesel, trata-se da primeira queda desde o início de setembro.

Com as baixas que entram em vigor nesta terça, o preço médio do diesel nas refinarias passa a ser de R$ 1,5696 por litro, enquanto o valor médio da gasolina recua para R$ 1,6543 por litro.

A estatal defende que a sua política de preços tem como base a paridade de importação, o que leva em conta fatores como as cotações do petróleo no mercado internacional e o câmbio.

O repasse dos reajustes ao consumidor final, nos postos de combustíveis, depende dos donos dos estabelecimentos, que consideram fatores como a margem de lucro e a incidência de impostos.

Na sexta-feira (23), a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) voltou a divulgar o seu levantamento semanal de preços dos combustíveis nos postos do País.

O valor médio do litro da gasolina foi apurado em R$ 4,357 na semana de 18 a 24 de outubro. O preço do litro do diesel ficou em R$ 3,448.

O Sul

Continue lendo

Economia

Bolsonaro sanciona projeto de lei que cria poupança social digital

Publicado

dia

Por

MP estava em vigor desde junho para pagamento do auxílio emergencial. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Quer receber notícias do Ijuí Notícias pelo whatsapp? Clique aqui

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (22) o projeto de lei que dispõe sobre a conta de poupança social digital. Trata-se de projeto de conversão da Medida Provisória (MP) 982, de 2020, em vigor desde junho para o pagamento do auxílio emergencial durante a pandemia de Covid-19.

O projeto foi sancionado sem vetos. Com a conversão em lei, a poupança social digital será, agora, permanente e poderá ser ampliada para o pagamento de outros benefícios sociais.

A conta de poupança social digital permite que as pessoas recebam o auxílio emergencial e outros benefícios sociais e previdenciários sem pagar qualquer tarifa de manutenção. Essas contas têm um limite de movimentação de até R$ 5 mil por mês.

Além da isenção de tarifa, a conta permite que o titular faça três transferências eletrônicas por mês sem custos. O correntista poderá, ainda, usar a conta para pagar boletos bancários.

No caso de pessoas que tenham sido cadastradas para o recebimento do auxílio emergencial, abono salarial, saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou o programa emergencial de manutenção de empregos, a conta poderá ser aberta de forma automática.

Podem ser depositados nessa conta outros benefícios sociais, incluindo os de estados e municípios, exceto os de natureza previdenciária, como aposentadoria e auxílio-doença. Para isso, o cidadão precisa autorizar expressamente a abertura desse tipo de conta, ou o uso de outra já existente em seu nome.

A Caixa Econômica Federal vai operar essas contas de poupança e disponibilizará no seu site e no seu aplicativo a ferramenta de consulta para cidadão, que poderá verificar se há alguma conta aberta em seu nome, a partir da consulta pelo CPF.

A conta pode ser fechada ou convertida em conta regular a qualquer tempo, sem custos adicionais.

Leia também:  Gasolina e diesel sobe de preço

O Sul

Continue lendo

Newsletter

Receba as Notícias do site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado

Mais lidas da semana