Connect with us

Geral

Senadores cobram ações de assistência e segurança para caminhoneiros

Publicado

dia

Agência Senado

Responsáveis pela maior parte do transporte de cargas e mercadorias nas rodovias, caminhoneiros têm relatado grandes dificuldades para fazer chegar os produtos básicos à mesa do brasileiro em função da restrição de atividades e serviços imposta em vários estados. Em seu perfil nas redes sociais, o senador Paulo Paim (PT-RS) relatou problemas como restaurantes fechados nas estradas e falta de apoio nos postos que assegurem a manutenção do transporte de cargas.

“Os trabalhadores pedem socorro. Entre eles, os caminhoneiros que transportam o Brasil nas costas. O coronavírus agravou a situação: comércio fechado nas estradas, postos cobrando caro e restringindo o acesso. Como os alimentos chegarão aos supermercados e na mesa do brasileiro?”, questionou.

Paim informou que apresentou um projeto para que o governo assegure as condições básicas para atuação desses profissionais (PLP 37/2020).

“Apresentei proposta para garantir aos caminhoneiros infraestrutura nas rodovias e estradas: pontos de apoio, locais de descanso, restaurantes para refeições, segurança sanitária. A ideia é também disciplinar a jornada de trabalho. Meu total apoio e solidariedade”, acrescentou.

O motorista Antônio Rivaldo Bezerra Júnior transporta grãos entre os estados de Tocantins, Maranhão, Paraíba e Ceará. Na estrada desde o final de fevereiro, ele informou que o cenário se agravou nessas duas últimas semanas. Entre os problemas citados pelo profissional está a falta de apoio nos postos que não oferecem produtos básicos de higienização e cuidados como álcool em gel, banheiros e produtos de limpeza e a inexistência desse suporte nos pontos onde há carregamento e descarregamento de cargas. Restaurantes, borracharias e até mesmo fazendas e locais para abastecer o caminhão e transportar os produtos estão fechando em razão do novo coronavírus.

— A gente não tem mais onde comer. Quem tem uma cozinha no caminhão, onde consegue encontrar um supermercado, se encontrar, faz uma feira, coloca na sua caixa de cozinha e vai se virando na estrada. Mas quem não tem cozinha, não sei nem como está fazendo. Porque você não encontra mais restaurante aberto. Não encontra borracharia. As farmácias já não têm mais álcool em gel e máscara para vender. As empresas não oferecem também esses itens. E em muitas situações, ficam 300, 400 caminhoneiros desprotegidos, em um único ponto, aguardando o carregamento ou descarregamento, todos aglomerados. Um grande risco. Não temos assistência de nada — afirmou.

Leia também:  Ministério Público gaúcho pede a transferência de 12 detentos de alta periculosidade para presídios federais

O senador Major Olimpio (PSL-SP) fez um apelo para que os comércios nas estradas se mantenham abertos e que a população possa oferecer apoio a essa categoria. Ele citou exemplos de outros países, como na Alemanha, onde moradores deixam alimentos em alguns pontos das rodovias. O senador também sugeriu que os caminhoneiros fiquem isentos da taxa de pedágio cobrada por concessionárias em alguns estados.

“Nós precisamos dar condições para os caminhoneiros. Eles nunca puderam parar, e precisam de nós. Nossa mobilização não vai parar! É preciso que reduza ou os isente dos valores de pedágios. Propus isso, além de ponto de apoio em todas as praças, com banheiros e álcool em gel”, defendeu em suas redes sociais.

O caminhoneiro Antônio Rivaldo alertou ainda que, em razão da falta de estrutura e logística, muitos profissionais estão encostando seus caminhões ou retornando para suas casas. Ele teme que a demora na assistência leve a uma paralisação total da atividade, refletindo na renda dessas profissionais e no colapso no abastecimento de insumos no Brasil como combustível, gás, alimentos e medicamentos. “A dificuldade é grande. A maioria dos motoristas, quem ainda está conseguindo carga, está carregando para casa porque está difícil trabalhar na estrada. E a tendência é essa. Todo mundo encostar. Aos poucos isso está acontecendo”, avaliou.

Apoio

Durante reunião com secretários de transporte dos estados nesta semana, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, informou que o governo está atento às demandas da categoria. Segundo ela, as ações da pasta estão sendo direcionadas para a assistência aos caminhoneiros oferecendo todas as condições para que eles mantenham suas atividades com segurança e saúde.

Leia também:  Caminhoneiros vão ter prioridade na próxima etapa de vacinação contra gripe

— A gente tem uma preocupação com os caminhoneiros, que são fundamentais para o agronegócio. Nós não conseguimos rodar sem eles. Nossa preocupação é que eles tenham pontos para abastecer, para comer, postos que possam atender quem tiver problemas de saúde —, enfatizou a ministra.

Ela ressaltou ainda a importância de manter os corredores de escoamento operando e uma atenção às linhas privadas que transportam trabalhadores do agronegócio.

De acordo com o senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), os motoristas serão incluídos na campanha de vacinação contra três vírus (H1N1, H3N2 e Influenza B). Além disso, informou, o Serviço Social do Transporte (Sest Senat) realizará ações de assistência a esses profissionais em vários pontos no país.

“A partir de agora, os Centros de Atendimento ao Usuário fornecerão equipamentos de proteção individual (EPI) para os motoristas, incluindo máscaras e luvas, que serão distribuídos nas concessionárias e postos do Sest Senat no país”, destacou no twitter.

Estados

Para reforçar o apoio aos caminhoneiros, governadores como o da Bahia, Rui Costa e do Maranhão, Flávio Dino, publicaram decretos para manter os comércios, restaurantes, postos, farmácias e borracharias em pleno funcionamento nas estradas.

Já o senador Lasier Martins (Podemos-RS) solicitou ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que o estado também altere o texto do decreto estadual de calamidade pública para manter abertas as oficinas mecânicas e lojas de peças voltadas a caminhões.

“O governador me prometeu ajustar o decreto de modo a garantir o funcionamento desses estabelecimentos neste momento de extrema necessidade para impedir qualquer transtorno na distribuição de artigos de primeira necessidade”, informou.

Fonte: Agência Senado

Patrocinado
Clique para comentar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

DECRETO Nº 7.243, DE 23 DE SETEMBRO DE 2020 IJUI

Publicado

dia

Por

Inclui e revoga dispositivos que menciona do Decreto Executivo nº 7.013, de 1º de abril de 2020.

O PREFEITO DE IJUÍ, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso das atribuições conferidas pela Lei Orgânica do Município e;

Considerando a Lei Nacional nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019;
Considerando que o Estado do Rio Grande do Sul publicou o Decreto nº 55.115, de 13 de março de 2020, declarando calamidade pública em todo território estadual;
Considerando o Decreto do Congresso Nacional nº 6, de 20 de março de 2020, que reconhece a ocorrência de Calamidade Pública Nacional;
Considerando o Decreto Municipal nº 6.987, de 25 de março de 2020, que declara estado de calamidade pública no território do município de Ijuí/RS;
Considerando o Decreto Municipal nº 7.013, de 1º de abril de 2020, que reitera o estado de calamidade pública e estabelece medidas complementares de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19) no âmbito do Município de Ijuí e dá outras providências;
Considerando o Decreto Estadual nº 55.240, de 10 de maio de 2020, que institui o Sistema de Distanciamento Controlado para fins de prevenção e de enfrentamento à epidemia causada pelo Novo Coronavírus (COVID-19), no âmbito do Rio Grande do Sul, reiterando a declaração de estado de calamidade pública em todo o seu território feita pelo Decreto Estadual nº 55.128, de 19 de março de 2020;
Considerando o Decreto Estadual nº 55.495, de 21 de setembro de 2020, que altera o Decreto nº 55.240, de 10 de maio de 2020,
Considerando a Portaria nº 617, de 22 de setembro de 2020, da Secretaria Estadual de Saúde, que estabelece, de acordo com o Sistema de Distanciamento Controlado, protocolos e orientações para eventos, convenções, congressos, seminários, simpósios, feiras e quaisquer atividades similares, DECRETA:

Leia também:  Delegacia online passa a aceitar registro de violência doméstica

Art. 1º Fica incluído o art. 12-I no Decreto Executivo nº 7.013, de 1º de abril de 2020, com a seguinte redação:

“Art. 12-I. Ficam permitidas as atividades presenciais de reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos, com o máximo de 70 (setenta) pessoas ao mesmo tempo, dentre trabalhadores e público, respeitando teto de ocupação definido no modo de atendimento, com o mínimo de 4m² (quatro metros quadrados) por pessoa e 2m (dois metros) de distância entre ocupantes ou ocupação intercalada de cadeiras fixas (sim/não/não/sim), com fileiras intercaladas, credenciamento e check-in online, materiais individualizados, conforme Modelo de Distanciamento Controlado do Estado do Rio Grande do Sul, respeitando os ditames da Portaria SES nº 617, de 22 de setembro de 2020, da Secretaria Estadual de Saúde, sem prejuízo de demais normas aplicáveis.” (NR)

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 3º Ficam revogados os §§ 5º e 6º do art. 12-A do Decreto Executivo nº 7.013, de 1º de abril de 2020.

Gabinete do Prefeito de Ijuí, em 23 de setembro de 2020.

VALDIR HECK
Prefeito

 

Continue lendo

Geral

Fenadi Virtual 2020 é lançada

Publicado

dia

Por

Foto: Executivo de Ijuí

Foi realizado na noite de ontem, terça-feira, 22, o lançamento da 34ª edição da Festa das Culturas Diversificadas (Fenadi) e neste ano de maneira inédita, devido à pandemia, a sua primeira edição virtual. O lançamento aconteceu no Centro de Eventos da Unijuí e contou com presença de poucas autoridades devido às medidas editadas nos protocolos de saúde. Na oportunidade, o produtor cultural do evento, Chico Roloff, apresentou a campanha publicitária da feira, além de destacar os esforços das equipes envolvidas no projeto em manter a presença cultural das etnias para a comunidade de Ijuí e região.

Conforme Roloff diversas atrações irão encantar o público que poderá conferir a programação em seus lares através do conteúdo digital que será disponibilizado pelo canal do Youtube da União das Etnias de Ijuí (Ueti). O presidente da Ueti, Nelson Casarin, aproveitou o momento para agradecer e parabenizar os profissionais envolvidos na edição virtual. “Um ano de nos reinventarmos para manter viva a cultura dos povos de Ijuí. Tenho a certeza que mesmo virtualmente a feira será um sucesso”, destacou.

Com uma ampla programação a Fenadi Virtual inicia suas apresentações no dia 12 de outubro com encerramento no dia 19. Música dança, gastronomia e reprise dos melhores momentos poderão ser conferidas pelo Youtube. Ainda durante a oportunidade, a reitora da Unijuí, Catia Nehring, salientou o importante papel da Universidade no movimento étnico/cultural do município, e nesse ano, de maneira diferenciada com o empenho também dos alunos dos cursos de publicidade e jornalismo da instituição a Feira será realizada com a mesma qualidade cultural das outras edições, mas dentro das medidas de saúde necessárias.

 

Fenadi Virtual 2020 é lançada

 

 

O prefeito Valdir Heck destacou o período de superação em que estamos vivendo, já que a pandemia aumentou os desafios para todos nós em todas as esferas da vida humana.  Conforme o chefe do Executivo o momento da fraternidade cultural dos povos que colonizaram Ijuí não poderia passar em branco.

Leia também:  Homem é encontrado morto na divisa de Ijuí com Ajuricaba

Para o gestor municipal: “É uma motivação especial o uso da tecnologia.  Aproveito o espaço para convidar autoridades, lideranças e o público em geral dos países – berço dos ancestrais das nossas etnias para vivenciar in loco a Expoijuí/Fenadi 2021 no Parque de Exposições Wanderley Burmann, conhecendo dessa forma os costumes e tradições de seu povo, aqui transformados em evento cultural”, finaliza.

 

 

Fenadi Virtual 2020 é lançada

 

 

 

Programação completa: 

Data: 12 a 19 de outubro de 2020

Horário: 19h10 às 20h

Transmissão: As atividades de todas as salas serão transmitidas através do YouTube, canal oficial do evento.

SALA 1 – ETNIAS AO VIVO 

Organização: UETI/Centros Culturais

Ambiente de integração internacional e troca cultural. Contará com a participação de pessoas dos mais variados lugares do mundo, como embaixadores, integrantes de outros centros culturais e membros de instituições internacionais, que irão compartilhar mais sobre sua cultura.

SALA 2 – HISTÓRIA E CULTURA 

Organização: Museu Antropológico Diretor Pestana

Exibição de documentários, palestras e programas que possuem ligação com o município de Ijuí e a cultura gaúcha e brasileira.

SALA 3 – GASTRONOMIA AO VIVO 

Organização: UETI/Centros Culturais

Nesse espaço, o público poderá aprender diversas receitas e especiarias de culinária, interagindo ao vivo com o cozinheiro por intermédio de um apresentador. Os interessados receberão com antecedência a receita completa da iguaria produzida, para que possam fazer o prato diretamente de suas casas.

SALA 4 – COMISSÃO GAÚCHA DE FOLCLORE 

Organização: Comissão Gaúcha de Folclore

Conteúdo ao vivo com notáveis folcloristas de todo o país, que transmitirão saberes relacionados à formação cultural do Brasil, suas relações internacionais e o processo evolutivo da cultura.

SALA 5 – CONTEÚDO INFANTIL 

Organização: Centros Culturais e cursos de Licenciatura da Unijuí

Conteúdo qualificado para crianças e pré-adolescentes, contemplando palestras interativas, contação de histórias, brincadeiras e oficinas. Além disso, serão veiculadas produções das Secretarias Nacional e Estadual da Cultura, organizações de arte e folclore de todo o Brasil e participação de artistas convidados e membros da Ueti.

Leia também:  Nova paralisação dos caminhoneiros está ganhando força e deixando governadores assustados

SALA 6 – DEBATES AO VIVO 

Organização: UETI/Unijuí

Sala destinada a discussões sobre assuntos de relevância cultural e ações que promovem o folclore e a responsabilidade social. Os conteúdos podem variar entre palestras, mesas redondas e depoimentos.

SALA 7 – PALCO FENADI 

Organização: UETI/Centros Culturais

Nesse ambiente ocorrerá a representação dos melhores momentos que ocorreram diretamente no Palco das Etnias, durante as edições de 2017, 2018 e 2019 da Fenadi.

SALA 8 – VIDEOTECA PRÓ-CULTURA RS 

Organização: UETI/Secretaria de Cultura Estadual

Este espaço terá exibições de trabalhos que foram financiadas pelo Sistema Pró-Cultura RS nos últimos dez anos, entre eles festivais, peças de teatros e apresentações históricas.

SALAS 9 (ESPAÇO CIOFF – International Council of Organizations of Folklore) e 10 

(ESPAÇO IOV – Organização Internacional de Folclore e Artes Populares)

Nessas salas, a International Council of Organizations of Folklore (CIOFF) e a Organização Internacional de Folclore e Artes Populares (IOV), irão reapresentar grandes festivais internacionais organizados pelas entidades.

Outras atrações: 

19h às 21h: Programa ao vivo com a presença de apresentadores e convidados. Interação nas redes sociais, descontração, informações sobre a programação das 10 salas, quadros culturais diversos e participações internacionais.

21h às 22h: Exibição de filmes, reprises de desfiles, bailes e shows, com interação de artistas e apresentadores.

Fonte: Executivo de Ijuí

Continue lendo

Geral

Assinada a ordem de serviço para a revitalização da Pista de Skate

Publicado

dia

Por

Foto: Executivo de Ijuí

Na tarde desta segunda-feira, 21, foi assinada a ordem de serviço da execução global para revitalização da pista de skate, na Praça dos Imigrantes. A empresa responsável pela obra é a Tecnika Engenharia Especializada LTDA. O valor total está orçado em R$ 128.036,17 e tem o prazo de 60 dias para a sua conclusão.

 

A obra faz parte da revitalização global da Praça dos Imigrantes que compreenderá nova iluminação com instalação de lâmpadas de LED, academia ao ar livre adaptada para pessoa em cadeira de rodas e novos brinquedos infantis, entre outros. O recurso total é proveniente de emenda parlamentar do senador Paulo Paim, com contrapartida do Poder Executivo.

Texto: Executivo de Ijuí

Continue lendo

Newsletter

Receba as Notícias do site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana